Responsável pela diversificação agrícola em Araguari, Fábio D. Oliveira morre aos 81 anos

Uma das pessoas mais conhecidas da vida social, política e administrativa da cidade

Por Aloisio Nunes de Faria 14/10/2017 - 14:52 hs
Foto: Reprodução / Facebook
Responsável pela diversificação agrícola em Araguari, Fábio D. Oliveira morre aos 81 anos
Fábio Divino de Oliveira (*1936 +2017) foi vereador e vice-prefeito de Araguari

Morreu nessa sexta-feira (13), aos 81 anos, o ex-vice-prefeito e vereador Fábio Divino de Oliveira. Ele enfrentava problemas cardíacos há cerca de dois anos e estava nos últimos dias internado no hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, onde faleceu por volta das 16h. Fabinho de Oliveira, como era conhecido, deixa a mulher, Magda, os filhos Marco Paulo e Marcela, e netos.

O velório acontece neste sábado, na Funerária Frederico Ozanam com a presença de grande número de familiares e amigos, bem como de autoridades locais e regionais. Já o enterro do corpo está previsto para ser realizado às 17h, no Cemitério do Senhor Bom Jesus.

História

Uma das pessoas mais conhecidas da vida social, política e administrativa de Araguari, sua cidade natal, Fabinho estudou no renomado Colégio Regina Pacis.

Na década dos anos 1960 e 1970, foi vereador e vice-prefeito de Araguari, tendo como causa a defesa do desenvolvimento da área rural do município, segmento no qual iniciou a vida profissional, ajudando os pais fazendeiros Onor e Laura Cunha de Oliveira.

Em 1960, participou da fundação do Sindicato dos Produtores Rurais de Araguari, onde exerceu cargo de diretor em várias gestões.

Quando vice-prefeito, no mandato tampão do prefeito Milton Lima (1971 a janeiro de 1973), Fabinho foi nomeado para administração do recém-criado Departamento de Assistência Rural, marco inicial da diversificação agrícola no município de Araguari.

Nesse período, Fabinho liderou a implantação de projetos, entre outros, para o cultivo da soja e do maracujá, produto responsável pela implantação da indústria de sucos Maguary, hoje Ebba-Empresa Brasileira de Bebidas e Alimentos Ltda.

Mas a grande conquista de sua gestão foi a implantação da cafeicultura, responsável pelas mais importantes mudanças econômico-sociais que aconteceram nas últimas décadas em Araguari.

Na iniciativa privada, foi diretor executivo da empresa Flórice S/A, de 1977 a 1991, período em que implantou novos segmentos agrícolas em Araguari e em outras cidades onde a empresa mantinha investimentos.

No governo municipal, exerceu ainda os cargos de Secretário de Esportes e Turismo, no segundo mandato do prefeito Milton Lima; de Diretor de Desenvolvimento Rural, na gestão de Marcos Alvim; e Diretor de Planejamento Urbano, no primeiro governo do prefeito Marcos Coelho. Atualmente, atuava como Diretor de Futebol da Secretaria Municipal de Esportes e Juventude.